“Tem Jorge Amado aí?” Memória das Expedições em Quixeramobim

Sobre a arte de se levar leitura a estranhos.

A metonímia é uma figura de linguagem que acontece quando empregamos um termo no lugar de outro. A verdade é que “metonizamos” o tempo todo e nem nos damos conta. Já ouvi inúmeros casos engraçados de metonímia, verdadeiras piadas.

Esse auê todo é só para dizer que a metonímia mais bonita que existe é a literária. Um dia desses um leitor mexeu no nosso carrinho e enfaticamente perguntou: “Tem Jorge Amado aí?” Entrei em estado de graça, não pelo escritor baiano, mas pela segurança do leitor. Adoro leitores seguros, que sabem o que quer e buscam solitariamente nas prateleiras – que não tropeçam nas palavras e que quando tropeçam é por diversão. Este mesmo leitor disse que havia comprado um livro de Amado recentemente e estava adorando. Por sorte, nós tínhamos uma obra do escritor de Gabriela, Cravo e Canela, mas ele disse que só levaria o “nosso” livro quando  terminasse o dele. Sábio leitor.

 “Mexeu no nosso carrinho?” Você deve estar se perguntando o que significa essa coisa de carrinho. Pois bem, Bibliorodas é um projeto em duas rodas. A estória é longa e saborosa, mas vou encurtá-la. Não quero correr o risco de o meu leitor sair correndo por falta de tempo ou por preguiça mesmo.

Da criatividade

biblio – biblioteca, livros, sabedoria, conhecimento,transformação.

rodas  –  movimento, circulação, acesso.

Exemplo: O Bibliorodas tem como objetivo despertar o/a leitor/a que existe em cada um de nós. O exemplo pode ter sido brega, mas essa é a verdade. Todos nós somos leitores, mesmo não sabendo decodificar um texto. Lemos gestos, cenas, rostos e tudo o que existe.

Quando chegamos no Mercado da Carne/Mercado Cultural de Quixeramobim, Sertão Central do Ceará, as pessoas nos viram com estranheza. “São da igreja?” “Estão querendo vender livros por aqui?” Nada disso, somos voluntários e amantes daquilo que nos transformou: os livros. Como já disse Caetano “Os livros são objetos transcendentes” e para transcender nada melhor do que tê-los, senti-los, apalpá-los, mesmo que a sua mão esteja suja de sangue porque você estava cortando carne ou com cheiro de cebola porque você estava preparando um suculento caldo. Essa é a nossa proposta, a nossa vontade – somos bibliotecas vivas e levamos livros aos que trabalham o dia inteiro e não tem tempo de ir a uma biblioteca, aos que não se sentem merecedores de tal tesouro (perceba a ironia e a desconstrução do mito) e aos que sempre se sentiram curiosos, mas que nunca tiveram coragem de se aproximar de Clarice Lispector, Graciliano Ramos, Manuel Bandeira, etc e tal.

E de pouquinho em pouquinho nós vamos alcançando os/as leitores/as – alguns já constroem metonímias literárias, outros/as construirão e assim por diante. O combustível do nosso carrinho é infinito e nele “cabem todos os sonhos do mundo”, como um dia falou o poeta.

 

Memória enviada por Mayara Albuquerque, uma das voluntárias das Bibiorodas em Quixeramobim.

Anúncios
Esse post foi publicado em Quixeramobim. Bookmark o link permanente.

98 respostas para “Tem Jorge Amado aí?” Memória das Expedições em Quixeramobim

  1. Roni Nogueira disse:

    que bonito esse projeto.
    a pessoa termina de ler o texto já querendo fazer parte!

  2. Pantchas. disse:

    Me deparar com essa maravilha de texto, com esse projeto esperançoso me faz pensar que algumas pessoas são bons lugares e pensar nelas faz com que você alcance um universo paralelo, mas que fica logo ao lado… ‘sobre’ duas rodas. Parabéns, Maya.

    • Mayara Albuquerque disse:

      Brigada, tampinha. E pensar em “universo paralelo” é pensar em literatura porque a literatura nos leva para esse “universo paralelo”.

  3. José Islanio disse:

    Ótimo Projeto. Sem dúvida as metonímias não vão parar em “tem Jorge Amado aí?”. Em pouco tempo, não vai haver espaço nesse carrinho para todos os grandes autores irem sentados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s