Tem de quê? de doce ou de sal?

13.04.2013, 4a. Expedição.                                                                         

 Por mais que tenhamos transitado com nossas bibliorodas, cada expedição esconde seu segredo particular. Daí, sairmos sempre com a certeza de que algo de novo será revelado.

DSC02043

Temos O TEMPO, nosso grande aliado nessas circulações literárias. O leitor precisa desse tempo. Esse ingrediente tem sido a medida que impulsiona, desperta o gosto pela leitura, escolha do livro. Os leitores fidelizados vão direto aos carrinhos, escolhem os livros, comentam leituras anteriores.

Estamos atentos aos novos leitores. Hoje encontramos Artur, Vinícius. Ao saberem como funciona o projeto, não hesitaram em fazer sua escolha de leitura. Acreditamos que nos veremos mais vezes e de que eles nos ajudarão a escrever a história da leitura na feira.

Mais surpresas boas. Na lanchonete onde costumamos lanchar, as funcionárias nos surpreenderam. Resolveram provar do nosso cardápio literário. Aqui, a expedição poderia ser encerrada e teríamos ganhado o dia. Mas o tempo, insistimos, é nosso bem maior. Prosseguimos.

DSC02056

Os leitores escolhem com facilidade os livros. Concomitante, conversamos a respeito das leituras; entre uma conversa aqui, outra ali, sabemos da vida do leitor, do que gosta, do que gostamos, dos filhos deles, da feira, de como estão as vendas….

Ao sairmos de uma banca, lá na frente, com um sorriso, a leitora Eunice nos sauda: tem de quê? de doce ou de sal? E logo se dirigiu aos carrinhos das bibliorodas para identificar o gosto de quê, tínhamos trazido para ela.

Tem sido comum as crianças acompanharem as expedições. Rebeca, Ruth e Natália, foram nossas companhias. Percebemos o quanto elas gostam de oferecer livros, conversar, servir leituras.

Encerramos essa expedição com a alegria de que tem valido a pena esse caminhar, essa conversa particular com cada leitor, esse ir e vir; no final das contas, mais recebemos do que ofertamos. Aqui, não há tempo para o livro ficar parado. Ele circula na feira, em casa, no boca a boca.

 

 Emprestamos 13 livros.

Equipe: Hozana Paz e Edna Freitass.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ceilândia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Tem de quê? de doce ou de sal?

  1. Meninas que iniciativa bacana! Adorei, vocês são do ceará?

    • Edna Freitass disse:

      Olá, Nayara! Somos do Distrito Federal. Em julho próximo, estaremos no Sertão Central do Ceará. Abraços literários!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s