A primeira expedição das Bibliorodas

DSC06165

Hoje, dia 02 de junho de 2012,  fomos até o feirante leitor. Foi nossa estréia com as Bibliorodas.

Iniciamos nossa viagem sem destino previamente demarcado. Saímos com os dois carrinhos cheios de livros, passeando entre os as bancas dos feirantes. Identificamos olhares que, discretamente, acompanharam nossa passagem..

Intuitivamente, parávamos em algumas bancas e falávamos do objetivo do nosso passeio: oferecer livros, leitura. Os livros serão emprestados e, daqui a 15 dias, voltaremos para buscá-los; e o feirante-leitor poderá escolher outro livro para ler. Importante: não precisa pagar nada!

Nesse passeio, entregamos também o primeiro exemplar do jornal do Seminário dos Ratos.

Para quem não sabe, O Seminário dos Ratos foi o nome dado ao grupo que participou de oficinas literárias durante os anos de 2010 e 2011 no Shopping Popular de Ceilândia. Ele é o nascedouro das Bibliorodas.

Passeando com as Bibliorodas entre os feirantes, nesta primeira expedição, percebemos que a maioria declara “gostar de ler”, mas, ainda assim, muitos demonstram receio em aceitar o livro emprestado. Gostam de ler, mas algo os impede de se aproximar do objeto livro… Acanhamento, receio do desconhecido?  No entanto, muitos dizem ter alguém próximo que lê… Um filho, uma sobrinha, um netinho… Timidamente os feirantes vão se aproximando dos livros.

Foi importante observar o que eles diziam sobre sua relação com a leitura. Registramos algumas falas:

“Belo trabalho. Trabalho diferente!”

“Ler é bom!”

“Sou apaixonada por leitura. Já li muitos livros. Até relaciono todos os livros que leio…”

“Não, não quero levar. Lá na minha casa tem muitos livros. Meu sobrinho lê, minha filha é professora, minha outra filha é formada… Não, eu não quero levar livros.”

“Na próxima vez, pegarei livro.”

“Gosto de ler só a Bíblia. Não sei ler muito bem, por isso só gosto de ler a Bíblia.”

Mais de três pessoas disseram:

“Vou levar o livro pro meu filho.”

“Vou levar para meus netos. Vou ler a história para eles.”

E seguimos emprestando os livros. O saldo do primeiro dia de expedição foi: muitos olhares, alguma conversa, grande expectativa e 10 livros literários emprestados.

Trouxemos da primeira expedição a experiência de termos sido bem recebidas. Saímos desejosas de que, em breve, as Bibliorodas sejam esperadas e que muitos leitores venham ao seu encontro e, sem cerimônia, tomem emprestados mais livros… e q ue os livros se tornem o motivo da prosa, do riso e dos sonhos.

Equipe da expedição: Clara Etiene e Edna Freitass.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ceilândia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s